A Fauna

O Parque do Caracol possui importante composição faunística tanto de invertebrados quanto de vertebrados. Os animais invertebrados possuem um importante papel no ecossistema, contribuindo para a decomposição de matéria orgânica e a ciclagem de nutrientes, realizando a polinização das plantas para produção de frutos e atuando como elementos fundamentais na cadeia alimentar. Os vertebrados são fundamentais para o equilíbrio ecossistêmico e para a manutenção dos processos ecológicos, interagindo de forma complexa com o ambiente e os seres vivos.

Mamíferos

Os mamíferos são diversos no parque, algumas espécies inclusive ameaçadas de extinção. Dentre as espécies encontradas, podemos destacar: Didelphis albiventris (Gambá-de-orelha-branca); Dasypus novemcinctus (Tatu-galinha); Sturnira lilium (Morcego-fruteiro); Allouata guariba (Bugio); Cerdocyon thous (Graxaim-do-mato); Procyon cancrivorus (Mão-pelada); Puma concolor (Puma); Mazama gouazoubira (Veado-catingueiro); Coendou spinosus (Ouriço-caixeiro); Gato-do-mato (Leopardus sp.); Dasyprocta azarae (Cutia); Nasua nasua (Quati).


Aves

O Parque exerce um papel extremamente importante para a conservação de muitas espécies de aves na região, com destaque para a família Psittacidae: Pyrrhura frontalis (Tiriba); Amazona vinacea (Papagaio-peito-roxo); Amazona pretrei (Papagaio-charão); Pionopsitta pileata (Cuiú-cuiú); Triclaria malachitacea (Sabiá-cica), que se alimentam do pinhão. Outras espécies usualmente avistadas no parque são: Egretta thula (Garça-branca-pequena); Coragyps atratus (Urubu-de-cabeça-preta); Mivalgo chimachima (Gavião-carrapateiro); Vanellus chilensis (quero-quero); Leucochloris albicolis (Beija-flor-papo-branco); Pitangus sulphuratus (Bem-te-vi); Cyanocorax caeruleus (Gralha-azul); Turdus rufiventris (Sabiá-laranjeira); Zonotrichia capensis (tico-tico).


Anfíbios, Répteis e Peixes

Os anfíbios podem viver em diferentes ambientes, como serapilheira, bromélias, arbustos, árvores, gramíneas e próximos a corpos d’água. Devido a sua sensibilidade aos poluentes, os anfíbios são ótimos bioindicadores de qualidade ambiental. Dentre as espécies, podemos encontrar no parque: Leptodactylus fuscus (Rã-assobiadora); Rhinella icterica (Sapo cururu); Physalaemus lisei (Rã-espuma); Hypsiboas faber (Rã-ferreira).

Dentre os répteis encontrados podemos citar: Salvator merianae (teiú); Bothrops jararaca

(Jararaca); Philodryas patagoriensis (Papa-pinto); Amphisbaema sp. (Cobra-cega).

É possível encontrar algumas espécies de peixes no parque como: Cascudo (Ancistrus sp.); Jundiá (Rhamdia sp.); Lambari (Astyanax sp.).

REFERÊNCIAS:
INVENTÁRIO DO PATRIMÔNIO DE CANELA – NOVEMBRO2018